Startup israelense testará equipamento de atividade cerebral em missão espacial

Brain.Space planeja comparar os dados de EEG para ver as diferenças na atividade cerebral entre a Terra e o espaço

Uma startup israelense conhecida como Brain.Space deve testar seus equipamentos em astronautas no espaço na próxima semana durante um voo da SpaceX para a Estação Espacial Internacional, de acordo com relatos na segunda-feira.

Brain.Space estuda dados sobre a atividade cerebral, fazendo um capacete especial habilitado para eletroencefalograma (EEG) para três astronautas em um voo espacial privado.

A missão de 10 dias – a primeira viagem privada à estação espacial – começou em 3 de abril de 2022 com quatro astronautas .

“Na verdade, sabemos que o ambiente de microgravidade afeta os indicadores fisiológicos do corpo. Então, provavelmente afetará o cérebro, e gostaríamos de monitorar isso”, disse à Reuters o presidente-executivo da Brain.Space, Yair Levy.

Embora os dados tenham sido coletados continuamente sobre frequência cardíaca, resistência da pele e massa muscular no espaço, a atividade cerebral ainda precisa ser estudada.

Três dos quatro astronautas – incluindo o israelense Eytan Stibbe – usarão o capacete, que possui 460 aerógrafos que se conectam ao couro cabeludo, e realizarão várias tarefas por 20 minutos por dia, durante as quais os dados serão carregados em um laptop na estação espacial.

Brain.Space planeja comparar os dados de EEG para ver as diferenças na atividade cerebral entre a Terra e o espaço.

“O espaço é um acelerador. A ideia é revolucionar e possibilitar aplicativos, produtos e serviços de atividade cerebral tão fáceis quanto extrair dados de um Apple Watch”, disse Levy, de acordo com a Reuters, apontando para medir o TDAH como exemplo.

 

Fonte: i24 News