Seis desbravadoras startups israelenses de fintech

Inovações introduzidas por diversas empresas do fintech têm levado a mudanças no mercado financeiro global, incluindo nas indústrias bancária, de pagamentos digitais, e gestão de riquezas.

Um estudo recente pela McKinsey & Company revelou uma mudança de atitude quanto à opinião pública sobre o fintech. O estudo demonstra que diferentes segmentos viram um aumento no uso das tecnologias durante a pandemia. Outra pesquisa levada a cabo pela Blumberg Capital trouxe resultados similares, com 50% dos entrevistados dizendo que reduziram seu uso de dinheiro em espécie significativamente desde que a pandemia se iniciou. A mesma pesquisa também identificou que 78% dos consumidores acreditam que a dependência em instituições financeiras físicas está acabando, enquanto apenas 20% compartilham a opinião de que estas instituições estão evoluindo rápido o bastante para entender diferentes necessidades e preferências dos consumidores.

Confira abaixo seis fintechs israelenses que estão liderando em seu setor:

Simplex: há um crescente interesse em criptomoedas, especialmente com as riquezas geradas pelo Bitcoin. Entretanto, perduram desafios como o fato da tecnologia ser decentralizada e o fato que criptos não podem ser facilmente trocadas com moedas comuns. Para resolver este problema, a empresa licenciada na União Europeia Simplex oferece uma poderosa infraestrutura para as transações, em parceria com mais de 250 entidades mundialmente, incluindo MasterCard, Visa e Apple Pay, que podem inclusive oferecer um cartão de crédito compatível com mais de 50 criptomoedas.

Tipalti: focada em “big finance”, a startup especializa em automação para contas a receber e pagamentos globais em massa, tudo pela nuvem e escalável à necessidade do cliente. Busca combater sistemas ineficientes e tarefas arriscadas, difíceis e tediosas, em um ciclo que otimiza o processo e empodera parceiros, fornecedores e colaboradores a administrarem as transações e manterem seus registros com maior eficiência.

vcita: é um aplicativo para negócios para pequenas equipes, empreendedores individuais e freelancers. Apresenta funções de fintech que permitem que negócios aceitem pagamentos via cartão de crédito fisicamente e através de canais digitais. O aplicativo também permite que negócios enviem orçamentos, notas fiscais, contas e recibos  – e que estes sejam associados a reuniões, serviços, pagamentos e relações com os clientes.

Trullion: faz uso de automação empoderada por inteligência artificial para administrar contadorias. É capaz de extrair dados relevantes de documentos fonte em formatos como Excel e PDF, para que possam ser inseridos na trilha auditável. Desta forma, o trabalho é acelerado sem prejudicar sua precisão, conforme comprova seu sucesso em projetos com a Bell, Nokia, HMD, KPMG e RIGUP.

Capitolis: foca em produtos SaaS para fintech e soluções que, nas palavras da empresa, “reimaginam como os mercados de capitais operam”. A empresa visa otimizar estes mercados para todos os participantes ao permitir que instituições financeiras encontrem oportunidades para otimização, que podem em seguida ser executadas em colaboração com outros parceiros. A plataforma já está em uso em mais de 75 instituições ao redor do mundo, e recebeu investimentos de diversos fundo além de bancos como State Street, Citi e J.P. Morgan.

Melio: oferece uma solução simples e fácil que permite que qualquer pessoa pague uma conta através de uma transferência bancária livre de taxas e cobranças. Especificamente destinada a pequenos negócios, esta plataforma de pagamento tem um procedimento em três passos, que foca na experiência B2B para economizar tempo e significativamente melhorar a experiência de pequenas empresas.

Fonte: Geektime