1ª Feira de Produtos Israelenses é realizada em Brasília

No sábado, 20 de dezembro, foi realizado o primeiro evento do projeto que tem como objetivo aproximar a comunidade evangélica ao Estado de Israel.

No Brasil, a comunidade evangélica soma mais de 40 milhões de pessoas, muitos deles querem expressar seu apoio por Israel além de suas orações e manifestações nas redes sociais, no entanto não encontravam um caminho apropriado.

Segundo Kélita e Salomão Cohen, realizadores da Feira: “Suporte 729 é uma iniciativa que convida a dar um passo além no relacionamento com Israel. Ao consumir daquilo que lá é produzido, ajuda-se no fortalecimento da economia de Israel. Enquanto cresce no mundo uma companha baseada essencialmente no boicote aos produtos de origem Israelense ou de companhias internacionais instaladas em Israel, o “Suporte 729″ percorre caminho contrário”.

Produtos israelenses foram o foco no evento que reuniu cerca de 3000 mil pessoas. Cestas de alimentos de origem israelense, incluindo vinhos, azeite, sal e diferentes tipos de biscoitos foram vendidos. Todos os itens expostos foram selecionados a dedo. Exemplo disto são os vinhos das vitivinícolas localizadas nas Colinas de Golan, escolhidos não apenas pelo excelente qualidade do vinho produzido nessa região, mas também por ser indústrias que têm sido particularmente afetadas pelo boicote internacional.

A empresa Israelense SodaStream apresentou seus inovadores produtos de preparação doméstica de refrigerantes. O curso E-Teacher, que presta serviços de ensino de Hebraico online também esteve presente e chamou a atenção dos visitantes. Livros sobre Israel também foram expostos – ‘Nação Empreendedora’, que explica o milagre econômico de Israel e ‘Os Israelenses’ de Donna Rosenthal. Finalmente, a Israel Operadora, que organiza excursões para Israel promoveu os seus serviços de turismo para a Terra Santa.

Os visitantes da Feira puderam provar um pouco de Israel com todos os sentidos. A exposição “Israel 66 anos” preparada pela embaixada de Israel no Brasil mostrava o mosaico étnico-cultural dessa jovem nação milenar; a música hebraica tradicional foi cantada ao vivo durante toda a tarde; o grupo de dança da igreja interpretou com precisão passos de danças folclóricas israelenses; a decoração do espaço foi feita cuidadosamente com balões azuis e brancos para homenagear o símbolo pátrio; e, por fim, a culinária típica israelense foi o cardápio servido na cantina da Feira, com destaque ao falafel e às sufganiot, por ocasião de Hanukah.

O evento, realizado na MIVA, contou com a participação de autoridades e apresentação de danças típicas. Dentre os autoridades presentes foram o Embaixador Rodrigo de Amaral, os apóstolos Filomeno e Leila Romero, bispo Heráclito Freitas, os pastores Josiel e Lurdinha Santos, o Presidente da ACIB Hermano Wrobel, Rabino Gilberto Ventura e o Consul para assuntos econômicos, Daniel Kolbar; discursaram sobre a importância das relações entre as duas comunidades.

A feira ultrapassou as expectativas com a efetiva demonstração de amizade e a solidariedade dos brasileiros por Israel visto através do grande consumo e receptividade dos serviços apresentados na feira. Eventos similares estão previstos para ocorrer nas próximas semanas tanto no DF como em outros estados.