Cinco startups israelenses figuram na lista de pioneiros tecnológicos do Fórum Econômico Mundial

O Fórum Econômico Mundial (FEM) selecionou cinco empresas israelenses para figurar em sua lista de 100 Pioneiros Tecnológicos de seis continentes que “estão preparados para ter impacto significante nos negócios e na sociedade”. As startups escolhidas estão envolvidas nos mais diversos ramos, incluindo inteligência artificial, cleantech, cybersegurança, saúde digital e agricultura. De acordo com Susan Nesbitt, chefe da Global Innovators Community do FEM, “as empresas mostram grande potencial, não apenas para sacudir suas indústrias, mas oferecer soluções de verdade para problemas globais. Trarão grande valor para a missão do Fórum Econômico Mundial de melhorar o estado do mundo com sua participação em nossa comunidade”.

O prêmio da Technology Pioneer Community foi lançada em 2000 pelo FEM. Empresas que já foram premiadas no passado incluem grandes nomes da atualidade como Airbnb, Google, Kickstarter, Mozilla, Spotify, Twitter e Wikimedia. Os “pioneiros” são selecionados por um comitê de especialistas em tecnologia e inovação, acadêmicos, investidores e empreendedores. No passado, empresas israelenses contempladas incluíram Optibus, Innoviz, Utilis, Watergen e Aleph Farms.

Confira abaixo as cinco empresas escolhidas para a honraria deste ano:

CropX Technologies é uma empresa de analítica para agricultura com cuja tecnologia fazendeiros podem administrar suas operações em seu dispositivo móvel, recolhendo dados em tempo real do solo com o uso de inteligência artificial e sensores. A CropX desenvolveu o sistema de irrigação adaptiva mais avançado do planeta, o que automaticamente otimiza os resultados da colheita e traz redução de custos em água e energia para as fazendas.

MDClone oferece um ambiente inovador de análise de dados que alimenta a exploração, descobertas e colaboração entre ecossistemas de operadoras de saúde. A plataforma permite que usuários superem barreiras tradicionais dos planos para organizar, acessar e proteger a privacidade dos dados de pacientes enquanto acelera a pesquisa, melhora operações, qualidade e inovação.

CHEQ é uma empresa de cybersegurança com origens militares, com experiência em mitigação de robôs e autenticação de usuários. A base tecnológica advém de seu conhecimento extenso e experiência com a divisão de inteligência e conflitos do Exército de Israel, a Unidade 8200. As equipes de R&D são compostas de pesquisadores de cybersegurança, especialistas em machine learning e desenvolvedores com experiência militar.

MyndYou fornece uma plataforma baseada em dados que fornece ferramentas para manter as habilidades cognitivas. A tecnologia é baseada em uma abordagem de monitoramento passiva, um novo método de avaliação cognitiva, e o colhimento de informações gerado por inteligência artificial. O foco principal da empresa é o uso de sua plataforma em benefício de mais de 150 milhões de adultos que vivem com dificuldades cognitivas, como a Doença de Alzheimer e outras formas de demência, para que possam manter suas habilidades e independência de forma mais prolongada e segura possível.

Phinergy desenvolve uma tecnologia que transforma metais – em especial alumínio e zinco – em uma nova forma de armazenar, transportar e gerar energia limpa e segura. Isto é feito através da soltura da energia abundante contida no alumínio, resultando em um fonte totalmente reciclável que é limpa, segura, e com bom custo benefício. Assim, fornece energia limpa sob demanda para várias aplicações, que incluem reservas para sítios críticos, distribuição para microredes, e extensores de autonomia para veículos elétricos.

Fontes: Israel21C, Times of Israel, NoCamels