Uma questão de solo: conheça empresas israelenses fertilizando o setor

O atual fenômeno global do aumento dos preços dos fertilizantes também representa um desafio para os agricultores em todo o mundo e enfatiza a necessidade de se repensar os protocolos de manejo do solo. Além disso, o manejo adequado do solo e as rotinas agrícolas também desempenham um papel importante nas implicações das mudanças climáticas. Os solos são heterogêneos e dinâmicos. Investir no manejo integrado da fertilidade do solo requer direcionar investimentos que respondam às necessidades de diferentes tipos de solo e sistemas agrícolas.

Dado o aumento global dos preços dos fertilizantes, é um momento oportuno para trabalhar em conjunto com várias partes interessadas, pesquisadores e especialistas líderes para explorar maneiras de aumentar a eficiência e eficácia do solo a longo prazo, a fim de garantir que possamos acompanhar necessidades alimentares da crescente população humana.

A agricultura em Israel está sendo praticada sob condições únicas e extremas, incluindo longos verões quentes, muitos ciclos de anos de seca e escassez de água de boa qualidade que leva ao uso extensivo de água marginal. A agricultura israelense precisa, portanto, ser moderna, intensiva com quase metade da área cultivada exigindo irrigação. Por sua vez, a pressão sobre os recursos do solo de Israel aumenta continuamente, levando a uma maior sensibilidade do solo à erosão hídrica e eólica, ao esgotamento da matéria orgânica do solo e a um aumento dos riscos de salinização do solo. Nos últimos anos, houve uma maior conscientização em Israel, tanto por agricultores quanto por formuladores de políticas, sobre a importância de empregar práticas de Agricultura de Conservação (AC) para evitar maior degradação dos recursos do solo do país e, assim, garantir a produção e exportação de alimentos frescos locais. Exemplos de algumas empresas israelenses interessantes no espaço da saúde do solo incluem:

A Groundwork BioAg  é uma empresa global de agricultura biológica que aproveita o poder natural dos fungos micorrízicos para melhorar a produtividade, sustentabilidade e lucratividade da agricultura comercial e expandir as práticas de agricultura regenerativa. Seus produtos Rootella® aumentam simultaneamente os rendimentos das culturas e a saúde do solo, ao mesmo tempo em que sequestram permanentemente o carbono, permitindo ativamente a absorção de nutrientes e água pelas plantas além da rizosfera imediata.

Fundada em 2012 por 260 kibutzim unidos em sete cooperativas comerciais, a SHEFFA by Deshen Hatzafon é uma Associação Cooperativa Agrícola. A empresa produz uma variedade de compostos de fertilizantes inteligentes – fertilizantes sólidos, solúveis, granulares ou líquidos, bioestimulantes e micronutrientes – todos fabricados com ajuste à forma como os minerais são absorvidos pela planta – a partir do sistema radicular ou da folhagem.

Compost Or produz composto premium que contém alta porcentagem de matéria orgânica, baixo teor de umidade e rápida liberação dos nutrientes no solo. A Compost Or também produz o Fertilo, um fertilizante orgânico granulado que possui um mecanismo de liberação lenta de nutrientes que melhora a absorção diretamente na zona radicular e aumenta a percepção da cultura, a recuperação do solo resultando em um ambiente saudável do solo.

O ICL Group é uma empresa líder global em minerais especiais, que também se beneficia do lado positivo das commodities. A ICL aproveita seus recursos exclusivos de bromo, potássio e fosfato, sua equipe apaixonada de funcionários talentosos e seu forte foco em P&D e inovação tecnológica para impulsionar o crescimento em seus mercados finais.

Artigo escrito por Chaim Karp, da Missão Econômica de Israel em Accra, Gana.

Imagem por Karolina Grabowska.