Detecção e prevenção de fraudes no e-commerce

A crescente digitalização do comércio e de transações bancárias em escala global – com a expansão do e-commerce transnacional e a adoção do mobile banking na última década – apresenta uma oportunidade irresistível para grupos criminosos que precisam apenas de uma conexão de internet para ganhar dinheiro facilmente.

A prevenção à fraude financeira é um grande negócio, com uma expectativa de crescimento de mercado de 20 por cento ao ano para alcançar U$42.6 bilhões até 2023, de acordo com a consultoria global KBV Research.

Neste ambiente, empresas baseadas ou fundadas em Israel silenciosamente construiram uma grande e crescente presença no mercado anti-fraude, com pelo menos 35 empresas ativas, incluindo desde startups em estágios inicias até empresas que já foram adquiridas e se tornaram divisões em grandes corporações multinacionais.

O ambiente high-tech israelense é conhecido por porduzir soluções de ponta em uma gama de indústrias e verticais. No e-commerce, a fraude não para de crescer, e por isso diversas soluções estão rompendo barreiras nos campos de machine learning e tecnologias de inteligência artifical para combater golpes cada vez mais sofisticados. De ataques de phishing a golpes contra cartões de crédito, não existe atividade fraudulenta que as empresas não tentam resolver.

Até hoje, trinta e cinco empresas anti-fraude israelenses já arrecadaram mais de meio bilhão de dólares em investimentos e geraram 1.5 bilhões de dólares em aquisições, de acordo com dados da plataforma Crunchbase.

Alguns exemplos de destaque são:

  1. ClickCease é uma empresa de software que previne cliques fraudulentos em anúncios do Google Adwords. Este tipo de fraude prejudica 20% dos orçamentos de anunciantes PPC em 2021. Competidores e bots podem clicar em seu anúncio e gastar o dinheiro alocado para anúncios, e a solução exclui IPs inválidos e bloquear cliques falsos.
  2. Riskified busca ajudar a indústria do e-commerce a realizar seu potencial ao torná-lo seguro, acessível e econômico. Marcas que incluem companhias aéreas, moda de luxo e e marketplaces para gift cards confiam na Riskified para aumentar seu faturamento, administrar riscos e melhorar a experiência de seus clientes. Isto é feito através de poderosos mecanismos de machine learning para reconhecer clientes legítimos e mové-los em direção à conversão. Usando Riskified, vendedores poderão seguramente aprovar mais pedidos, expandir internacionalmente e fazer uso de canais omnichannel em sua vantagem.
  3. BioCatch entrega biométricas de comportamento, analisando a interação entre humanos e dispostivos para proteger usuários e dados. Bancos e outras empresas usam BioCatch para reduzir significativamente a fraude virtual e proteger contra uma varidade de ameaças cibernéticas sem comprometer a experiência do usuário.
  4. Segasec é uma startup de cybersegurança especializada em ajudar organizações a mitigarem o risco de seus clientes virarem vítimas de fraudes virtuais e phishing. A tecnologia da empresa permite que se tenha inteligência cedo para ameaças iminentes, ao escanear um quadrilhão de alvos para identificar padrões de ataque desconhecidos. Uma vez que estes ataques são identificados, e antes que os clientes sejam atacados, a solução funciona para confundir e desarmar os hackers. Por não necessitar de onboarding e integração, as empresas conseguem incorporar as soluções imediatamente.