Central multimídia com Waze chega em 2015

Na era digital, os recursos tecnológicos passam por constante atualização. Por isso, as centrais multimídias com rádio AM/FM, toca-CDs e conexão Bluetooth para uso de celular e reprodução de áudio já estão ultrapassadas. Basta uma volta pelo Salão do Automóvel, que termina hoje no Pavilhão de Exposições do Anhembi, para ver que já há recursos desse tipo com muito mais funções.

No evento, a principal novidade está no estande da Suzuki. O incômodo de ter de visualizar no celular as rotas do aplicativo Waze, famoso por tirar seu usuário do tráfego intenso, está com os dias contados. Será possível projetar os mapas do sistema de navegação na tela de 8” do sistema multimídia do S-Cross, que será lançado no Brasil em maio de 2015. Isso ocorre porque o sistema traz internet sem fio.

O Waze funciona por meio de contribuição sobre dados em relação ao trânsito feita pelos usuários. O programa oferece a rota mais rápida entre os pontos escolhidos, evitando as vias congestionadas.

Ainda no estande da marca japonesa, o recém-lançado Grand Vitara Special Edition se destaca pelo sistema multifuncional de série. Nele constam itens como o monitoramento de pressão e temperatura dos pneus. “Como a versão não tem estepe, e sim um kit para reparo rápido no pneu, a montadora ‘entendeu’ que a função de avisar ao proprietário é indispensável”, diz o diretor de planejamento de engenharia, Renato dos Santos.

No estande da Volkswagen, a central multimídia mais moderna é a que equipa o hatch médio Golf. O carro alemão tem tela sensível ao toque de 8” que projeta funções de diversos recursos. Há, por exemplo, a possibilidade de conectar ao sistema, via Bluetooth, dois celulares. Os comandos para o telefone são feitos por reconhecimento de voz, embora também existam botões de acionamento.

Se o motorista precisa verificar a pressão dos quatro pneus, é só recorrer à central. Estão lá ainda os avisos para a revisão na concessionária, bem como os comandos para ajuste do aquecimento dos bancos e do sistema de ar-condicionado de duas zonas.

A central multimídia do Golf é mais avançada até que a do superluxuoso utilitário-esportivo Touareg, que também traz um sistema bastante completo. É possível checar a temperatura do óleo e a pressão dos pneus. “A velha ‘varetinha’ no capô ficou no passado. Até os mais descuidados com a parte mecânica do carro não têm mais desculpa. Está tudo na central”, diz o gerente de marketing de produto da Volkswagen, Henrique Sampaio. “Atualmente, os carros mais modernos oferecem o máximo para que a direção fique mais prazerosa. É como um escritório.”

Com a linha 2015 do Fluence, a Renault estreia a nova geração da central multimídia R-Link, opcional da versão Dynamique e de série na topo de linha Privilège. As novidades são o GPS integrado e o reconhecimento de voz para habilitar as funções. O recurso ainda dá uma “aulinha” de condução econômica por meio do sistema Eco Code, que mostra ao motorista quando ele deve pisar ou menos no acelerador.

Participação alta

80% das versões vendidas dos modelos Renault Sandero, Duster e Logan são equipadas com o sistema multimídia, chamado de Media Nav. O item tem tela colorida de 7”sensível ao toque navegador e GPS integrado. Opcional para esses três veículos, ele tem preço de R$ 1.500.

Fonte: Estadão

Veja também:

Waze faz parceria com o Rio de Janeiro e mais sete cidades