A Copa do Mundo é transmitida para os lares do mundo todo graças a uma tecnologia israelense

Fãs de futebol poderão ver o maior evento de seu esporte preferido por meio de centenas de mini-unidades de transmissão desenvolvidas pela start-up israelense “LiveU”.

LiveU,  uma start-up israelense, está se preparando para fornecer vídeos com qualidade de televisão da cobertura da Copa via ligações móveis para centros de transmissão e para a internet, usando uma rede de 200 mini-aparelhos de transmissão, dispositivos da metade do tamanho de um laptop. Mais de 30 emissoras internacionais estão programadas para transmitir os jogos a partir dos estádios nas 12 cidades-sede do Brasil, onde os jogos serão realizados durante o torneio quadrienal de um mês de duração.

Portanto, a LiveU será responsável por fazer com que as transmissões da maioria dos jogos chegue ao restante do mundo. É uma grande responsabilidade, mas uma que o diretor-presidente da Live U Samuel Wasserman acredita que a empresa consegue assumir.

A LiveU está sediada em Kfar Saba, com um escritório nos EUA em Hackensack, Nova Jersey. Ela foi fundada em 2006 e parece ser a única empresa que oferece uma solução de sinal remoto para vídeo com tranmissão de qualidade sem a necessidade de um satélite ou conexão de internet a cabo. A empresa tem centenas de clientes em cerca de 60 países no mundo todo, incluindo a Major League Baseball, a NBA e a NFL. A BBC usa dispositivos da LiveU para grandes eventos, como a visita da Rainha à Irlanda em 2011 e as Olimpíadas de 2012 em Londres. A BBC News usa tecnologia da LiveU para muitas de suas reportagens de campo, disse Wasserman, acrescentando que a empresa foi homenageada com o “voto de confiança na flexibilidade de nossa solução” pela BBC. Cerca de 50 pessoas trabalham na LiveU.

Atualmente, a LiveU é a única empresa que oferece uma solução robusta de transmissão para emissoras, formada por até 14 modems de celular (3G/4G – LTE/WiMAX) em várias operadoras, bem como múltiplas conexões por satélite LAN e até BGAN (como backup). A solução funciona com qualquer câmera. Os modems interligados (tanto 3G como 4G) agregam todas as conexões de dados simultaneamente para obter uma banda larga e transmissão regular, mesmo com as mudanças de banda e níveis de sinal nas diferentes conexões.

Algumas das conexões de certas operadoras podem sofrer flutuações e lentidão quando há grande tráfego na rede, mas o software da LiveU foi concebido para compensar isso, buscando outros recursos para manter o sinal funcionando na melhor qualidade possível.

Até a LiveU desenvolver esta solução, a maioria das emissoras dependia de sinais de satélite para transmitir sua programação. Porém, as transmissões via satélite necessitam de uma conexão ao satélite em linha de visada, disse o vice-presidente da LiveU Ariel Galinsky, tornando nada prático transmitir de dentro de prédios ou cavernas, embaixo de pontes, ou mesmo num tempo muito nublado. “Como a LiveU utiliza a rede de celulares, nosso aparelho pode transmitir de lugares onde o uso de satélite está fora de cogitação”, disse ele, acrescentando que os sistemas locados que a LiveU oferece aos clientes são muito mais em conta para as emissoras do que a locação de um furgão para transmissão via satélite ou o uso de um telefone via satélite, que “é muito caro por minuto, sendo o próprio equipamento muito oneroso”.

A LiveU recentemente atualizou seus aparelhos de transmissão, diminuindo seu tamanho e acrescentando a capacidade de transmissão por internet. O novo dispositivo DataBridge da empresa permite aos usuários baixar conteúdo da internet, editá-lo e transferir o arquivo de volta para a nuvem, onde pode ser baixado para transmissão ou visualizado por meio de um site. O dispositivo pode atuar como um hotspot de wi-fi, fazendo com que os torcedores no estádio, ou em qualquer outro lugar, vejam a transmissão por meio de seus aparelhos ou um site.

Como resultado, a FIFA planeja transmitir pela primeira vez entradas ao vivo dos jogos na internet. A LiveU irá firmar parceria com o TERRA, a maior empresa de internet da América Latina, para transmitir jogos completos e clipes no sites de assinantes que o TERRA irá administrar. O TERRA prevê que mais 80 milhões de pessoas dentro e fora da América Latina sintonizem pelo menos um pouco da ação online.

De acordo com Ronen Artman, vice-presidente de marketing da LiveU, “a Copa do Mundo é um dos eventos esportivos mais importantes do calendário mundial, e o ano de 2014 não é exceção. Esta é uma enorme oportunidade para empresas de mídia, seja para emissoras convencionais ou de internet ou uma combinação de ambas, mostrarem seu dinamismo numa arena que é muito dinâmica. A tecnologia da LiveU é ideal para elaborar reportagens e notícias esportivas sobre o torneio”.

Leia o artigo completo “Times of Israel”