Startups israelenses levantam U$ 994 milhões no primeiro trimestre de 2015

De acordo com um relatório divulgado recentemente pelo Centro de Pesquisa IVC, 166 empresas de startup israelenses leventaram o expressivo montante de U$ 994 milhões de empresas de capital de risco no primeiro trimestre de 2015, o segundo melhor resultado na última década. Ainda mais revelador, esse número era de 48% maior do que os U$ 673 milhões levantados por 160 empresas no primeiro trimestre de 2014.

No entanto, ainda é de 10% abaixo do recorde de U$ 1,1 bilhão investidos em 184 empresas no quarto trimestre de 2014.

A empresa média financiava em média U$ 6 milhões, igual à média do trimestre anterior, mas bem acima da média de U$ 4,2 milhões levantada no primeiro trimestre de 2014. O relatório IVC também mostra que no primeiro trimestre de 2015, 91 ofertas lastreadas em VC foram responsáveis por U$ 832 milhões  – 84% do capital total investido. O negócio médio – backed VC atingiu um pico de U$ 9,1 milhões em comparação com U$ 7,7 milhões e U$ 6,1 milhões no quarto e primeiro trimestre do ano passado, respectivamente.

E os números mostram que o investimento estrangeiro é líder, provando quão alto nas listas de investidores internacionais tornaram-se as startups israelenses. Na verdade, a grande maioria dos investimentos em startups israelenses é estrangeira: empresas de capital de risco israelenses investiram apenas U$ 180 milhões em startups locais e empresas de alta tecnologia, ou 18% de todos os investimentos, no primeiro trimestre deste ano.

A pesquisa mostra também que as empresas de internet ainda estão na liderança em termos de fluxo de negócios: o setor experimentou seu melhor trimestre com U$ 343 milhões levantados por 44 empresas, uma fatia de 35% do bolo financiado. Os maiores setores foram de ciências da vida e software, sendo responsáveis por 22% e 19% do capital total levantado, respectivamente.

“O aumento na captação de capital de alta tecnologia não é mera coincidência, mas diretamente reflete a tendência para os investimentos das empresas de crescimento mais elevadas e avaliações de empresas de médio porte em estágio final”, disse em comunicado Koby Simana, CEO da IVC Research Center.

Fonte: IVC