Startup que prioriza Android pode ser tendência em 2015

A startup de tecnologia de Israel IronSource, avaliada em US$ 1,5 bilhão, deve abrir seu capital neste ano para tornar suas ações públicas. Caso o projeto se concretize, o posicionamento da companhia pode se tornar tendência no mundo todo.

A IronSource prioriza o Android, ao contrário da maior parte das desenvolvedoras, que privilegiam o iOS, da Apple. Trata-se de um grande filão: aplicativos que rodam o sistema operacional do Google chegam a corresponder a 90% da receita da israelense.

A empresa afirma que por causa do mercado específico que atende, desenvolveu produtos para Android por cerca de um ano e três meses antes de criar versões para iOS. “Lançamos versões iOS com base na nossa experiência em Android”, explica o CEO Tomer Bar-Zeev.

iOS x Android

Apesar de ser mais lucrativo que o sistema do Google, o iOS tem perdido cada vez mais mercado e hoje atende apenas 12,7% dos dispositivos no mundo. O Android é disparado o SO mais popular e continua a crescer em países onde a venda de smartphones avança rapidamente, como a China e a Índia.

Os lucros da startup israelense refletem o bom desempenho do Android, mas a empresa não descarta aumentar a participação no iOS no futuro. De acordo com Bar-Zeev, a previsão é obter índice de faturamento de 70% vindos do Android e 30% do iOS até o final de 2015.

O CEO se recusou a confirmar se o IPO deve mesmo acontecer, mas também não rejeitou. “Muitas empresas israelenses estão tentando criar grandes negócios e ir a público é um passo nesse caminho”, concluiu.

Fonte:  Olhar Digital UOL