Prever onde estacionar? Israel tem um aplicativo para isso

Yaron Aizenbud, Diretor-Presidente da empresa Anagog, com sede em Tel Aviv, mostra no seu celular o aplicativo de estacionamento deles na sede da empresa em Tel Aviv.

Quando se trata de ajudar os motoristas, existem muitas tecnologias para uso no carro que vão desde navegação por GPS até sistemas de alerta contra colisão. Mas agora as empresas estão se empenhando para eliminar uma contínua fonte de frustração – encontrar uma vaga de estacionamento.

Com a indústria de estacionamento atingindo o valor de US$ 25 bilhões por ano nos Estados Unidos e mais que o dobro disso na Europa Ocidental, não é nenhuma surpresa que as empresas de alta tecnologia estejam correndo para criar formas inteligentes de tornar o processo mais rápido e fácil.

Na Inglaterra, o JustPark fornece um aplicativo móvel que permite aos usuários alugar vagas particulares de estacionamento das pessoas.

Nos Estados Unidos, o SpotHero e o ParkWhiz permitem aos usuários encontrar áreas de estacionamento pago ou reservar vagas com antecedência. A montadora alemã BMW estava testando um serviço semelhante chamado ParkNow.

Mas as empresas israelenses estão adotando uma abordagem diferente com relação ao problema: prever onde vagas de estacionamento podem ser encontradas com base na análise de dados móveis.

A Anagog, uma empresa com sede em Tel Aviv, desenvolveu um aplicativo capaz de direcionar os motoristas para vagas de estacionamento livres nas ruas usando dados disponibilizados na lnternet em tempo real a partir de celulares, semelhante ao que outro aplicativo israelense, o Waze, fez de forma bem-sucedida com navegação. O Waze foi comprado pela Google em 2013 por US$ 1 bilhão.

O software da Anagog aprende a identificar o comportamento pessoal e sabe se um usuário está entrando em um carro ou começando a se afastar com o veículo, liberando uma vaga de estacionamento.

“Nós podemos direcionar as pessoas para vagas de estacionamento que estão prestes a abrir”, disse Jake Levant, Diretor de Marketing. A empresa informou que criou uma rede com dezenas de milhões de motoristas que contribuem com milhões de informações sobre vagas de estacionamento diariamente.

A tecnologia já está atraindo a atenção da indústria, inclusive da ParkNow, que reconhece que as suas soluções de estacionamento são baseadas em planejamento avançado, em vez de prever ou saber quando uma vaga ficará livre.

Joachim Hauser, Diretor de Serviços de Mobilidade da BMW, que também apoiou a JustPark, disse que a coleta de informações móveis teve implicações para a indústria automobilística e para os prestadores de serviços móveis muito além de encontrar uma vaga de estacionamento, o que a torna particularmente atraente.

“Nós recorreremos a empresas como a Anagog para complementar a marca ParkNow”, ele disse, sem dar detalhes sobre como isso funcionará.

ECONOMIA DE COMPARTILHAMENTO

Outra empresa israelense, a ParkLife, adota uma abordagem semelhante à da Anagog, mas usa um modelo estatístico e dados de mapeamento para direcionar os motoristas para a melhor área a fim de encontrar vagas de estacionamento nas ruas.

Visto que ele não precisa de pilhas de dados históricos, ele pode rapidamente ser adaptado para cidades no mundo todo. Se não houver vagas de estacionamento disponíveis nas ruas, ele irá direcionar os usuários para um estacionamento e fornecerá rotas a pé para chegar ao destino final.

“Trata-se de uma economia Google – de compartilhamento gratuito”, disse Roger Lanctot, analista automotivo da Strategy Analytics, que acredita que a tecnologia preditiva focada em estacionamento nas ruas é o caminho que o mercado tomará.

Embora a maioria dos consumidores irá optar por estacionamento gratuito se eles conseguirem encontrá-lo, em vez de pagar por estacionamento ou por uma vaga de estacionamento pré-reservada, a chave para a indústria em rápido crescimento parece estar em fornecer aos usuários o máximo de opções possíveis.

A Pango Mobile Parking, outra empresa israelense, começou com um aplicativo que torna mais rápido e mais fácil pagar por estacionamento via telefone celular. Atualmente a empresa tem convênios com 14 cidades dos Estados Unidos e operações no Brasil e na Polônia. Mas ela também presta serviços de localização de estacionamentos e serviços de manobrista.

“Estacionar é um grande negócio”, disse o diretor Zion Harel, salientando que os pagamentos móveis representam apenas 7% do mercado norte-americano, ao passo que em Israel eles já representam mais de 50%. “Muitas empresas querem ver no que isso vai dar”, ele disse.

Fonte: Independent.ie