Quer parar de fumar? Solução israelense combina smartwatch com psicologia

Fumantes dos Estados Unidos, Canadá, França, Israel e Turquia estão participando de testes para parar de fumar com a ajuda do aplicativo israelense SmokeBeat.

Diferenciando-se de centenas de aplicativos já existentes com o mesmo objetivo, o SmokeBeat é o primeiro a verificar o ato de fumar em tempo real, através dos gestos da mão sendo levada até a boca detectados por sensores acoplados aos relógios e pulseiras inteligentes, conhecidos como smartwatches e wristbands.

“Os médicos estão animados com a possibilidade de realizar intervenções imediatas baseadas no que o paciente está fazendo em tempo real” afirma Eran Ofir, co-fundador e Diretor Executivo da Somatix.

Além do monitoramento médico remoto, o SmokeBeat usa princípios da terapia comportamental cognitiva (CBT) para enviar os incentivos financeiros, emocionais, racionais e sociais mais suscetíveis a motivar mudanças comportamentais em seus usuários, que são personalizadas com a ajuda de aprendizagem automática e vasta análise de dados.

Por exemplo, se o valor do cigarro é o que mais te preocupa, o SmokeBeat vai enfatizar quanto o seu hábito afeta seu orçamento e quanto você economizaria com a redução.

Os usuários podem ver e classificar estatísticas e alertas de tabagismo, estabelecer metas, comparar seu progresso com o dos outros e receber créditos e incentivos.

O aplicativo já está disponível para download nos sistemas iOS ou Android, mesmo para pessoas que não estão submetidas a nenhum programa de antitabagismo.

“Quando você apresenta às pessoas os dados sobre o quanto elas realmente fumam, bem como o custo financeiro e de saúde, sem nenhuma intervenção externa, observa-se uma redução no volume de tabaco.”

O estudo com amostragem de 40 pessoas conduzido pelo Prof. Reuven Dar da Escola de Ciências Psicológicas da Tel Aviv University, demonstrou que o monitoramento e notificação aos usuários sobre os episódios de tabagismo em tempo real através do aplicativo SmokeBeat levou a uma redução significativa do volume de cigarro.

“Ficamos impressionados com os resultados,” afirmou Dar. “O Algoritmo do SmokeBeat detectou corretamente mais de 80% dos episódios de tabagismo, tendo produzido pouquíssimos alarmes falsos. ”

SafeBeing

Estatísticas dos Estados Unidos e internacionais nos mostram que 50% dos fumantes estão tentando abandonar o hábito, mas somente 7% obtém sucesso permanente, declara Ofir.

“O motivo é a lacuna entre as consultas e o que os pacientes reportam aos médicos. É essa lacuna que tentamos preencher com o nosso sistema remoto de monitoramento. O Médico tem acesso a tudo o que se refere aos hábitos da pessoa — quanto e por quanto tempo e onde e quando, o número de cigarros por dia, semana e mês – sem que os pacientes tenham que inserir todos esses dados manualmente.”

Fundada em Fevereiro de 2015, a Somatix desenvolveu seu plano de negócios seu plano de negócios em dois aceleradores de saúde dos EUA em 2016, Dreamit Health, na Philadelphia e New York Digital Health Accelerator. Somatix foi a primeira empresa israelense aceita por ambos. Em abril de 2017, a nova-iorquina Digitalis Ventures investiu na Somatix.

A Somatix ganhou ainda a competição de startups com a melhor proposta, realizada pela Global Healthcare Resources em Los Angeles, no último mês de outubro, que integrou o nono Congresso de saúde e benefícios do empregador.

A SmokeBeat está entre as 20 soluções israelenses que serão apresentadas na Conferência HIMSS 2018, que acontecerá de 5 a 9 de março em Las Vegas.

Para saber mais sobre as demais tecnologias que serão apresentadas (como a BioBeat, HealthWatch e Medasense) ou caso tenha interesse em agendar uma reunião na HIMSS18, entre em contato com o nosso escritório pelo email [email protected] ou telefone (21) 3253-6865.

Fonte: Israel21c