Cama Inteligente permite dormir melhor e faz até café!

Como a adaptação de um dispositivo médico orientado para o consumidor, através da internet das coisas, dá as camas sua primeira atualização em milhares de anos

Camas, objetos simples que permaneceram mais ou menos inalteradas durante milhares de anos, estão recebendo uma atualização inteligente.

A Start-Up Israelense EarlySense voltada para  sistemas inteligentes de próxima geração para monitoramento de pacientes, sem ao menos tocar os mesmos, lançou recentemente  sua solução “cama inteligente”,  que registra os dados sobre a forma como um indivíduo está dormindo, quantas vezes ele se mexe e vira-se na cama, quantas vezes acorda e volta a dormir de novo,  mede a respiração e os batimentos cardíacos , e muito mais.

O monitor myEarlySense integra com outros sistemas inteligentes. Ele pode ligar aquecedores ou desligar quando o usuário está sob as cobertas, pode ligar a máquina de café automático e preparar uma xícara de café alguns minutos antes de o despertador tocar, e desligar o alarme da casa quando o indivíduo sai da cama.

Enquanto monitores de sono são velhos conhecidos e não tem nada de novo, todos eles requerem uma conexão direta de alguma forma ao indivíduo, a fim de medir o seu sono , e até então nenhum tinha sido capaz de transferir dados para um servidor de casa inteligente para uso em outros sistemas; o MyEarlySense vai sob o colchão, e está repleto de sensores que podem detectar todos os dados necessários para transformar um leito comum em uma sistema inteligente e integrado.

Em atividade desde 2004, a EarlySense desenvolveu um sistema que monitora os pacientes que estão doentes o suficiente para exigir um rastreamento contínuo, mas não estão dispostos ou não precisam ser conectados fisicamente em monitores e sensores. Projetado para uso em leitos ou mesmo em casa, o sistema usa sensores embutidos em uma almofada de colchão ou cadeira para monitorar batimentos cardíacos, taxa de respiração e movimento .

Pensando na adaptação deste sistema ao mercado consumidor em geral,  a gigante coreana Samsung investiu US $ 10 milhões na EarlySense, para o desenvolvimento de  solução de Internet das coisas, que foi apresentado nos últimos dias durante a Feira IFA em Berlim, um dos mais importantes eventos do segmento de tecnologia.
“Com base no sucesso da nossa solução de monitoramento sem contato no ambiente hospitalar, a nossa tecnologia de núcleo pode ter um impacto semelhante para os consumidores em geral que querem informações-chave sobre o seu bem-estar geral”, disse Liat Tsoref, Vice Presidente & Gerente Geral da Unidade de Negócios de Saúde Digital de EarlySense. “MyEarlySense é o próximo passo lógico depois dos wearables. Estamos orgulhosos de oferecer um dispositivo sem contato extremamente preciso para gerenciar padrões de bem-estar e sono pessoais. Nossa solução pode beneficiar a todos em cuidar melhor de si e seus entes queridos. ”

Para a Samsung, o investimento na EarlySense é sobre muito mais do que de saúde. Falando durante a Consumer Electronics Show, em Las Vegas no início de Janeiro, Yoon Boo-keun, chefe da unidade de produtos de consumo da Samsung Electronics, disse que a empresa estava planejando desenvolver de forma mais agressiva tecnologias para  Internet das coisas – e durante seu discurso, a EarlySense foi citada especificamente como uma empresa que seria capaz de implantar  soluções inovadoras dentro do âmbito da Internet das coisas.

A Internet das Coisas, disse Yoon, “é uma fonte de potencial infinito que pode enriquecer os meios de subsistência, a forma de viver, e proteger as pessoas de acordo com suas necessidades e situações, transformando ainda mais a sociedade e a economia.” Chamando a tecnologia da EarlySense de “revolucionária”, Yoon acrescentou que os os produtos de internet das coisas da Samsung “contribuirão para resolver as questões da humanidade, expandindo o alcance da conexão das casas e cidades, e para o mundo.