A Missão Econômica e as Ferramentas para Cooperação Brasil-Israel

Muitos empresários brasileiros, vislumbrando as tecnologias e avanços existentes em Israel, tentam entrar em contato com este pequeno, mas avançadíssimo país; no entanto, não sabem exatamente como chegar até os contatos corretos. Neste artigo, nossa intenção é deixar algumas dicas de como chegar lá.

O que é a Missão Econômica?

A Missão Econômica é um órgão do Ministério da Economia de Israel. Nossos dois escritórios, em São Paulo e no Rio de Janeiro, auxiliam a indústria israelense a impulsionar suas atividades no mercado brasileiro em diversos setores, incluindo, segurança, médico-hospitalar, agrotecnologia, TI, telecomunicações, tecnologia de água e saneamento, investimentos, dentre outros. Além disso, auxiliamos a indústria brasileira a encontrar parceiros comerciais e de pesquisa e desenvolvimento (P&D) em Israel.

Como a Missão Econômica pode auxiliar a empresa brasileira?

A empresa brasileira que queira contatar empresas israelenses para negócios, pode entrar em contato com a Missão Econômica de São Paulo e/ou Rio de Janeiro, e pode contar com:

– Informação sobre oportunidades de negócios e cooperação com empresas israelenses

– Prospecção de parcerias comerciais, empresarias e de pesquisa e desenvolvimento, auxiliando na busca por parceiros específicos

– Aproximação de empresas por meio de reuniões, eventos, feiras, missões e delegações, tanto em Israel quanto no Brasil

– Suporte e informação sobre os Acordos e ferramentas de comércio entre Brasil e Israel

A Missão Econômica ainda auxilia as empresas israelenses a penetrarem no mercado brasileiro.

Quais as ferramentas de negócios com Israel?

– Acordo de Livre Comércio Mercosul – Israel

O Acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e o Estado de Israel elimina as barreiras ao comércio de bens e facilita sua circulação de forma a aumentar e diversificar substancialmente as oportunidades de comércio entre os países. Além disso, gera crescimento econômico, aumenta cooperações tecnológicas e em P&D, e estreita os laços culturais, políticos e sociais.

À partir do dia 28 de abril de 2010, data da entrada em vigor do Acordo no Brasil, a tarifa aduaneira já foi reduzida conforme a classificação da mercadoria. 90% dos produtos que o Mercosul exporta para Israel, e 50% dos produtos que Israel exporta para o Mercosul tiveram eliminação imediata das taxas de importação. Os demais produtos passam por reduções graduais de alíquotas até sua total eliminação, em 2019.

Quer saber mais? Clique aqui ou contate-nos.

– Cooperação Tecnológica Brasil-Israel

Israel e o Brasil tem dois acordos para P&D industriais. À nível Federal, o MATIMOP (braço internacional do Escritório do Cientista Chefe – OCS – do Ministério da Economia de Israel), tem parceria com o MDIC (Ministério do Desenvolvimento, da Indústria e Comércio Exterior do Brasil), e no Estado de São Paulo, com a FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

Com esta plataforma, uma empresa brasileira e uma empresa israelense se unem para fazer desenvolver um novo produto/serviço/processo inovador que tenha potencial para o mercado local ou global. Este projeto vai ser analisado pelos comitês de cada país e poderá gozar de financiamento – no Brasil, pelo BNDES/FINEP; em Israel, pelo OCS.

Para empresas que tem um projeto, mas ainda não encontraram um parceiro, recomendamos acessar o Banco de Dados do Matimop, que conta com mais de 5000 empresas com potencial em P&D, e o Banco de dados do MDIC, no link dedicado ao Acordo. A Missão Econômica também pode auxiliar nesta busca. Para isto, entre em contato conosco.

O Acordo entre o MATIMOP  e a FAPESP está em fase de análise, pois as inscrições para envio de projeto encerraram-se em 29 de maio de 2015. Informações e o edital podem ser encontrados, clicando aqui.

O Acordo entre o MATIMOP  e a MDIC está aberto até 16 de outubro próximo. Informações sobre o passo a passo do programa podem ser encontrados clicando aqui.

Cremos que este tipo de Acordo traga benefícios que vão além do apoio governamental e financiamento de projetos em conjunto. Tal parceria aumenta o network qualificado, permite acesso a mercado internacional, desenvolve P&D aplicada ao mercado e promove iniciativas de inovação entre empresas israelenses e brasileiras.

– Tenho um parceiro israelense, mas o produto precisa ser ‘tropicalizado’

Em reconhecimento à importância dos mercados emergentes do Brasil, China e Índia, o Escritório do Cientista Chefe – OCS – fez um novo programa para dirimir barreiras à cooperação. Muitas empresas israelenses desenvolvem sua solução com base em seus mercados, mas ao penetrarem os mercados emergentes, precisam de adaptar seus produtos.

Este programa do Escritório do Cientista Chefe expande os tradicionais programas de P&D da instituição e dá suporte para projetos de empresas israelenses para adaptação e customização de produtos para o mercado alvo.

Mais informações sobre o programa, clique aqui.

Caso esteja interessado em saber mais sobre outras possibilidades de cooperação, entre em contato conosco.

Screen Shot 2016-04-22 at 10.20.03 AM