A locomotiva de investimentos tecnológicos israelense não parou durante a crise da COVID-19

Segundo um relatório da IVC and ZAG S&W Zysman, Aharoni, Gayer & Co, no segundo trimestre de 2020, investimentos israelenses em alta tecnologia atingiram um novo recorde trimestral, com 170 acordos realizados, havendo um aumento de investimentos de fase inicial em abril-maio, quando comparado a acordos feitos em fevereiro-março.

Apesar da pandemia da COVID-19, que continua a estremecer a economia global, há algum alívio no fato que investimentos israelenses no setor de alta tecnologia continuam a se comportar de forma quase comunal. A tendência positiva em rodadas iniciais e tardias persistiu na primeira metade de 2020, com $5.25 bilhoes de dólares investidos em 312 transações.

Em fevereiro-março, o número de acordos de financiamento, especialmente nas rodadas iniciais (Seed e Série A), teve um decrésimo significativo. Entretanto, em abril-maio o número de acordos para rodadas iniciais reassumiu intervalos normais, e até compensou pelo declínio no primeiro trimestre de 2020.

O comportamento de investidores foi um assunto importante no H1. Investidores em capital de risco não se afastaram de fazer investimentos iniciais ou complementares, levando o número de acordos de capital de risco a bater um recorde no segundo semestre de 2020. Este é um ponto importante considerando o alto nível de incerteza econômica.

Empresas israelenses de alta tecnologia tiveram um segundo trimestre de 2020 bem-sucedido, captando $2.5 bilhões em 170 transações. Este trimestre foi o segundo mais forte em termos de somas totais captadas. Houve um aumento na quantidade de acordos feitos, apesar do valor médio ter sofrido uma leve diminuição, principalmente devido a um aumento em rodadas de financiamento com limites inferiores, representando mais financiamentos iniciais em valores menores.

Segue uma retrospectiva dos principais acordos do segundo trimestre de 2020:

Biocatch, empresa que desenvolve biométricas comportamentais ao analisar interações de humanos e dispositivos com o intuito de proteger usuários e dados, recebeu um investimento de $135 milhões.

A Vast Data, que desenvolve soluções rentáveis de infraestrutura flash e consolida aplicações em um sistema de armazenagem escalável e totalmente em flash para atender as demandas de performance para altos volumes de trabalho, completou um Série C de financiamento valendo $100 milhões.

Pagaya, companhia global de tecnologia financeira com uso de inteligência artifical (AI) para remodelar a gestão de ativos e investimentos institucionais, fechou uma rodada de financiamento Série D de $102 milhões.

Os dados para a primeira metade de 2020 são sólidos, mas no atual cenário global, não carregam promessas para o resto do ano. A real magnitude do impacto economico poderá ser sentida ainda no terceiro e quarto trimestres, e adiante.

 

Para conhecer esta e/ou outras tecnologias Israelenses, entre em contato com a Missão Economica de Israel no Brasil, atraves dos e-mails: [email protected] ou  [email protected]