Webinar discute oportunidades para setor de foodtech Israelense no mercado Brasileiro

O Israel Trade & Investment Brasil, em parceria com o Instituto Israelense de Exportação, organizou nesta quarta-feira, 13 de Maio, um webinar sobre o mercado de alimentos no Brasil. A iniciativa, voltada para as empresas Israelenses de foodtech, contou com a participação de Paulo Silveira, fundador do Food Tech Hub BR, de Grazielle Parenti, Global Corporate Affars Director BRF e de Joao Alexandre Lopes de Carvalho, Digital Strategy and Innovation Advisor LATAM na Cargill.

Durante o webinar foram apresentadas as oportunidades do mercado Brasileiro para as empresas Israelenses e a crescente demanda por produtos inovadores.

A BRF, por exemplo, criou o BRF Hub – um canal de conexão da BRF com o ecossistema de inovação aberta do Brasil e do mundo. Segundo Grazielle, a empresa esta em constante busca por novidades no setor de foodtech. Paulo Silveira, por sua vez, destacou as principais tendencias no mercado Brasileiro de alimentos. Silveira considera as proteinas alternativas, soluções de food waste e food safety, como oportunidades para as startups Israelenses do setor. Alem disso, Joao Alexandre, ressaltou a importancia do investimento em tecnologia para a Cargill, exemplificando com  investimentos ja realizados pela empresa em startups Israelenses.

Um relatório da Autoridade de Inovação de Israel revela que, nos últimos anos, o setor de foodtech vem crescendo em Israel, em grande parte devido a startups e à implementação de tecnologias de campos distintos, trazendo um novo tipo de inovação que visa integrar a indústria global de alimentos. Isso apresenta a Israel desafios e oportunidades em escala global, para os quais a indústria de Israel deve se preparar. Enquanto em 2014 havia 170 empresas ativas no setor de tecnologia de alimentos israelense, em 2018 havia mais de 300 startups no setor.

Os principais subsetores que o foodtech Israelense se destaca sao: Carne cultivada em laboratorio; redução de açúcar e alternativas de açúcar; novas fontes de proteína; nutrição e produtos alimentares personalizados; monitoramento e segurança de alimentos em toda a cadeia de produção; digitalização, conectividade e aplicativos na área de alimentos, da fazenda à mesa.

Para saber mais informações sobre foodtech de Israel, entre em contato conosco através do e-mail [email protected]