Os dez melhores vinhos israelenses para degustar

Existe maneira melhor de experimentar Israel do que degustando o terroir local? Vinhos distintos com uma explosão impressionante de sabores locais.

Existe maneira melhor de experimentar Israel do que degustando a própria terra? Estes dez melhores vinhos permitem que você faça exatamente isso – provar a terra através de seu terroir, com uma explosão impressionante de sabores locais.

Estes não são vinhos comuns de supermercado. Estes vinhos oferecem distinção e características que os diferenciam entre os longos corredores de garrafas comuns.

Enquanto a maioria destes vinhos pode ser encontrada no exterior, talvez com alguma dificuldade, eles são facilmente encontrados em lojas de vinho israelenses. Você também pode degustá-los em primeira mão, nas vinícolas – cada uma das quais oferece visitações e degustações.

Estes dez excelentes vinhos são feitos com uvas originadas em Israel e nas proximidades, desde as colinas do norte até as florestas do sul, incluindo varietais e blends. Apesar de não termos incluído vinhos superbaratos aqui, nenhum é ofensivamente exorbitante: Nós mantivemos a faixa de valores entre $19 e $85.

  1. Syrah Colinas de Golã (Golan Heights Syrah)da vinícola Tel Phares. Prepare-se para ser surpreendido. Esse elegante varietal Syrah não possui as bordas ásperas que nós esperamos em Syrahs do Novo Mundo. Ao invés disso, ele é um vinho generosamente encorpado, profundamente frutado, com notas de frutas vermelhas de caroço e um fim de boca longo e agradavelmente amargo, evocando ervas selvagens e taninos médios. NIS 137, $55. Kosher.

  2. 189000Pelter Pinot Noir
    Os vinhos Tal Pelter são sempre idiossincráticos e muito refinados. Esse Pinot Noir, outro varietal, é finamente equilibrado, oferecendo um corpo sedoso irresistível, com notas de frutas escuras e um leve toque de carvalho. NIS 160 em Israel e $61 no exterior, se você conseguir encontrá-lo. Não é Kosher.
  3. Shvo RoséEm 2010, o grande e já falecido crítico do Haaretz, Rogov escreveu que o rosé Shvo de Gaby Sadan, feito à época com 100% de uvas Barbera, era “certamente um dos melhores vinhos rosé que eu já degustei merecendo confortavelmente sua pontuação de 91,” catapultando a nova vinícola para a fama mundial. Quatro anos mais tarde, a safra de 2013, agora feita com 5% de uvas Grenache, tem mantido esse nível de grandeza. É um lindo vinho de cor de ameixa com acidez equilibrada e uma evocação suavemente adocicada. Foram produzidos apenas 3.000 litros desse vinho. NIS 90, $26 no exterior, se encontrado. Não é Kosher.
  4. Enigma de MargalitEsse Enigma vem embalado em uma garrafa de cor escura contendo um fascinante e recompensador blend de Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot. É um venho particularmente agradável. A Margalit é uma das primeiras vinícolas boutique, e esse vinho robusto é maravilhosamente aveludado, redolente a cerejas escuras e amoras, com aromas comedidos de carvalho e notas delicadas de ervas selvagens secas. NIS 250, $75. Não é Kosher.

  5. Castel_Winery1Domaine du Castel Grand Vin
    É certo dizer que o blend poderoso de Cabernet Sauvignon, Merlot, Petit Verdot, Cabernet Franc e Malbec de Eli Ben-Zaken é um clássico israelense. Ele foi famosamente apreciado por Serena Sutcliffe, chefe de vinhos internacionais da Sotheby em 1992. O Grand Vin possui a profundidade que se espera encontrar em excelentes blends de Cabernet. Envelhecido por quase dois anos em barril, é um vinho com aroma de cedro, com frutosidade concentrada, ameixa, cassis e sugestão de ervas quentes. NIS 250, $75. Kosher.
  6. Clos de Gat Chanson BrancoO Chanson é um vinho formidável, um blend de três antigas e tradicionais uvas em quantidades iguais originando um vinho totalmente novo, refrescante e surpreendentemente robusto. Neste vinho, as uvas Chardonnay, Semillion e Viognier produzem um branco aromático e cítrico, perfeitamente equilibrado com goiabas e um traço de passas brancas. NIS 105, $24. Não é Kosher.
  7. Tzora Misty HillsEsse tinto intenso é um blend de uvas Cabernet Sauvignon e Syrah selecionadas por distintas vinícolas das Colinas da Judeia. Neste vinho, o relevo brilhante de frutas vermelhas é balanceado pela mineralidade incomum e atraente, formando um vinho bastante fino, aveludado e de corpo médio, salpicado com toques de pimenta, típica da região. 210 Shekels, $60. Kosher.
  8. Seahorse Take TwoA vinícola Seahorse é uma operação amadora com apenas um website no seu nome, mas é um dos melhores lugares para conhecer o terroir das Colinas da Judeia. Zeev Dunie, um cineasta que se tornou produtor de vinhos, foi pioneiro em extrair os autênticos sabores do Mediterrâneo de uvas incomuns. O Take Two, por exemplo, é um blend acertado das uvas Zinfandel, Primitive, Carignan e Petite Syrah que criam um vinho concentrado e violento, caracterizado por cassis e cerejas pretas, temperado pelos sabores e aromas de arbustos selvagens da região: sálvia, alecrim e hissopo. NIS 75, $19, bastante difícil de encontrar no exterior. Não é Kosher.

  9. 242c1ba4e5b0e0c365fa98dbc2cd07a0Bravdo Coupage
    Outro importante blend tinto, o Bravdo Coupage se destaca por sua principal uva ser a Cabernet Franc, à qual a Shiraz e a Cabernet Sauvignon são adicionadas. É um vinho intenso e bem estruturado que impressiona com groselhas selvagens concentradas, cerejas pretas e ameixas, deslizando para uma finalização longa e suave que remete a alcaçuz. NIS 136, $32. Kosher.
  10. Yatir ViognierEste é um vinho varietal puro, porém proveniente de um blend de duas uvas Viognier colhidas em duas distintas vinícolas de Tel Arad, e depois envelhecido em tanques de aço resfriados. Os melhores Viogniers são conhecidos por sua combinação vigorosa de sabores de damascos maduros com uma forte estrutura metálica, e esse é um dos melhores. Ele abre com aromas cativantes de pêssegos brancos, nectarinas e jasmim e finaliza com um toque amargo de casca de toranja. NIS 80, $20. Kosher.

Fonte: Haaretz