33 anos da CAR é celebrado com seminário sobre desenvolvimento regional

Screen Shot 2016-05-24 at 1.11.52 PM

A Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), promoveu, nesta segunda-feira (09), no auditório da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM), o Seminário de Desenvolvimento Regional – Semiárido em Foco, em comemoração aos 33 anos de atividades.

A CAR atua em 417 municípios da Bahia com ações voltadas à inclusão socioprodutiva e combate à pobreza rural, transformando a realidade de milhares de comunidades. “É muito difícil ir hoje em alguma comunidade rural do estado que não tenha uma ação da CAR. É uma casa de farinha, casa do mel,  uma ponte, equipamentos instalados, dentre outros benefícios”, pontua Wilson Dias, diretor presidente da Companhia.

Segundo Dias, a CAR é recordista no esforço nacional de prover água de qualidade para população de menor renda. “A gente hoje tem a felicidade de nesses 33 anos  entregar a cisterna, de 16m³, de número 150.000 (cento e cinquenta mil). Nenhuma empresa na sociedade brasileira alcançou esse feito”, destaca o diretor da CAR.

O secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, parabenizou a CAR pelo trabalho consolidado junto ao Governo do Estado, “Me orgulha muito fazer parte de uma instituição tão idealizadora e forte, nosso maior patrimônio é o nosso quadro de servidores, mas nós bem sabemos que somos meio, o centro da CAR são os agricultores familiares, os povos tradicionais, comunidades quilombolas e indígenas, que precisam de nós na compreensão e no acesso as políticas públicas”, afirma Rodrigues.

Palestras
Na programação do Seminário, o público conferiu uma palestra sobre Desenvolvimento Regional e Desafios para Execução de Políticas Públicas para o Semiárido, ministrada pela professora doutora em economia Pública e Organização do Território (Universidade de Paris I Panthéon-Sorbone), Tânia Bacelar.

Para a professora, um dos maiores desafios do Semiárido hoje é o cuidado com a juventude, segundo ela um fator que tem afetado o positivamente a cidades do interior da Bahia tem sido a instalação das universidades. “Essas instituições dão oportunidade e perspectiva ao acesso do conhecimento para os jovens, sem precisar que eles saiam dos lugares aonde moram”. No entanto, Bacelar pondera que há uma necessidade de ter na grade curricular formações que atendam a zona rural. “Precisamos de mais cursos de agronomia, veterinária, zootecnia, biologia, botânica, engenharia ligada aos recursos hídricos, ou seja, formações importantes para os moradores desta região”, ressalta.

Durante o evento também houve palestras sobre a Tecnologias de Convivência com o Semiárido, Tecnologias de Uso Racional da Água e Cultivos Protegidos, Desenvolvidos em Israel. “Nossa ideia é mostrar, compartilhar a experiência e ver o que é possível aproveitar para o semiárido baiano, pois lá em Israel é uma área bem seca e o país teve que se aparelhar e desenvolver algumas tecnologias para poder lidar com essa adversidade, focando no uso responsável da água”, contou  José Roberto Ramos, representante da RWL Water, empresa que fornece tratamento de água inovador e de baixo custo, o tratamento de águas residuais e soluções de transformação de resíduos em energia em todo o mundo. Ingo Hulsen Lemos Nascimento, supervisor comercial da NaanDanJain apresentou as soluções fabricadas pela empresa que são voltadas para a agricultura familiar, como os Kits de irrigação modulares que podem ser usador em áreas de apenas 250 m2. A assessora especial da Missão para o Nordeste, Sheila Sztutman, falou sobre  o trabalho que a missão desenvolve com as empresas de Israel e como pode colaborar na aproximação destas empresas com quem tem interesse em seus produtos. Também falou sobre a importância  do incentivo do  Banco Mundial na introdução de inovação tecnológica nos projetos financiados pelo banco e sobre a visita a Israel, intensa, que possibilitou o conhecimento de tecnologias tanto para a área agrícola como para a área de águas.    Jackson Ornelas e Maria do Rosário Lima, técnicos da Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) e da CAR também falaram sobre exitosa experiência, encontrada em Israel.
Quem também marcou presença no aniversário da CAR foi Espedito Rufino, diretor do Projeto Dom Helder Camara, um programa de ações referenciais de combate à pobreza e apoio ao desenvolvimento rural sustentável no semiárido do Nordeste, embasado conceito de convivência com o semiárido. Segundo ele, o acesso aos programas, políticas públicas e projetos, são fundamentais para que as comunidades rurais sejam emponderadas, tenham protagonismo e êxito em seus empreendimentos.

Homenagens
O Banco Mundial e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA),  principais financiadores dos projetos da CAR foram homenageados, além do ex diretor, José Vivaldo Mendonça e o funcionário com mais tempo de colaboração na empresa.

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Rural da Bahia