Tecnologia israelense utiliza inteligência artificial no campo para acabar com pragas

A israelense SeeTree desenvolveu uma tecnologia que utiliza inteligência artificial através de imagens de drone com análises da planta e do solo, a fim de realizar ‘ficha técnica’ individual de árvores na lavoura. A prevenção do greening é principal alvo do sistema.

Citricultores podem saber, por exemplo, quantos frutos cada árvore produziu e em que estágio de maturação cada um deles está, mesmo em lavouras com mais de 30 milhões de plantas. Pelo menos essa é a proposta da SeeTree, tecnologia israelense apresentada na Agrishow 2019, feira de agronegócio que acontece em Ribeirão Preto (SP).

O sistema possibilita ao agricultor obter uma espécie de ficha técnica de cada árvore individualmente, a partir de dados coletados por via área, com o uso de drones equipados com sensores e câmeras de alta resolução, análise das folhas, do solo e até do que está debaixo da terra.

“São várias ferramentas atuando junto, construindo um grande banco de dados que vai fornecer uma informação muito precisa e individualizada ao produtor. E combinamos tudo isso com o trabalho humano, técnico e especializado”, explica Barak Hachamov, presidente da SeeTree.

“O mais importante é que, apesar de haver muitos problemas no pomar, você só consegue ver o todo. Não é possível ver as árvores uma a uma, e é isso que a SeeTree permite. A gente consegue identificar muito cedo quantos frutos existem, qual o tamanho de cada um. É possível antecipar em cinco, seis meses, e acompanhar a maturação”, detalha.

Fonte: G1 / EPTV

Leia a matéria completa em G1