Israelense Pimi Agro ajuda a reduzir o desperdício de alimentos

Wal-Mart, SunPacific, Pepsico, FritoLay e BASF estão testando a tecnologia da Pimi Agro CleanTech para evitar o apodrecimento de alimentos antes de sua chegada ao mercado

Fundada há 15 anos por Nimrod Ben-Yehuda,  a Pimi Agro CleanTech, tem uma linha exclusiva e sustentável de produtos para manter frutas e hortigranjeiros frescos por até 10 semanas, reduzindo drasticamente a deterioração durante o transporte.

Cerca de um terço dos alimentos nunca chega ao mercado. Nos países em desenvolvimento, o número é geralmente maior. Estragos, doenças e problemas de transporte corroem os lucros de produtores e comerciantes – e elevam os preços ao consumidor.  “Antes de ser vendida, toda a produção é selecionada. Um total de 30% é jogado fora, e o que sobra dificilmente dura um dia até ser substituído”, diz Ben-Yehuda.

O método sem química da Pimi para preservação dos alimentos foi desenvolvido ao longo de 25 anos.

Os produtos patenteados em todo o mundo pela Pimi Agro são baseados em 99,4% de peróxido de hidrogênio estabilizado (STHP), que retorna à natureza como oxigênio e água, enquanto o percentual de 0,6% restante é formulado de acordo com a fruta ou o vegetal usado.

Testes demonstram que as soluções da Pimi podem ser 15 vezes mais eficientes do que outros sistemas de preservação e prevenção de doenças. “Descobrimos que, para frutas cítricas em Israel, precisamos de apenas um terço do fungicida normalmente usado”, afirma Ben-Yehuda. “De fato, não é orgânico, mas o produto é significativamente mais saudável e tem um prazo de validade muito maior.” A empresa agora está desenvolvendo formulações para aspargo, cogumelo, pimenta, carne, frango e peixe.

“Países em desenvolvimento só têm a ganhar. Visitei a Índia e vi plantações de manga onde a depreciação devido a perdas pode chegar a 70%. Esse problema tem implicações globais. Se apenas 30% da produção chega ao mercado, isso afeta os preços e a disponibilidade”, explica.  “(A nova tecnologia) também alivia a necessidade de plantar em grandes extensões de terra, usando mais fertilizante e irrigação, o que traz prejuízos para as águas subterrâneas. Vivemos com essa realidade como se estivesse tudo bem, mas não está. E temos o poder de mudar isso.”

Leia o artigo completo em Israel21c

Pioneiro no desenvolvimen­to de técnicas de fertirri­gação e de reciclagem de água, Israel promove, em abril, em Tel Aviv, a 19ª Agritech, feira internacional de tecnologia agrí­cola, que vai reunir 196 empresas locais e 57 estrangeiras.

Para participar da Agritech 2015:

São Paulo – (11) 3095-3111
Ana Claudia B. Felisardo – [email protected]

Rio de Janeiro – (21) 3259-9148
Tamires Poleti – [email protected]

Nordeste – (85) 3244-4846
Sheila Sztutman – [email protected]