Inovação agrícola permite frescor de alimentos por até 10 semanas

Entre um terço e metade dos alimentos produzidos hoje em dia nunca chegam ao mercado. Produtos agrícolas de todos os tipos são perdidos por deterioração devida, principalmente, a problemas de transporte, armazenamento e outras questões logísticas.

A inovação agrícola da Pimi Agro, de Israel, consiste na aplicação de uma fórmula contendo  frutas e legumes permanecem frescos e viáveis por até 10 semanas, reduzindo significativamente as perdas devido à deterioração durante o processo de transporte.
Tecnologias como esta poderiam ajudar a reduzir muito a fome mundial. Nos próximos meses, a Pimi pretende apresentar essas invenções às Nações Unidas e a outras instituições internacionais. “Para países como Índia, China e África, isto é sensacional, especialmente porque os sistemas de transporte nessas áreas são lentos e é difícil ter acesso à refrigeração,” disse Nimrod Ben-Yehuda, Diretor de Tecnologia e cofundador da Pimi.

“Você pode andar de uma extremidade da Índia até a outra ao longo de um período de 10 semanas e as frutas e legumes que você estiver transportando ainda estarão frescas durante esse tempo.”

A Pimi comprovou sua tecnologia com estudos científicos realizados pela empresa na última década e que foram convincentes o suficiente para que Wal-Mart e SunPacific realizassem testes de campo em larga escala da tecnologia da Pimi com o objetivo de licenciá-la para uso cotidiano.“Estamos conversando com a Wal-Mart sobre como comercializar produtos agrícolas tratados com nossos produtos. Eles não são necessariamente orgânicos, mas são muito mais saudáveis do que os produtos agrícolas comuns – além de ter uma vida útil muito maior – porque os agricultores podem diminuir significativamente o uso de fungicidas.”

“A nossa fórmula elimina uma ampla gama de doenças sem qualquer aditivo tóxico”, disse ele. “A listeria, que tem sido um vilão em muitos casos recentes de intoxicação alimentar em restaurantes de fast food norte-americanos, morre dentro de 60 segundos após a aplicação dos nossos produtos. Como resultado, os agricultores e atacadistas podem reduzir o uso de fungicidas.”

Os produtos da Pimi Agro são formulações com base em 99,4% de peróxido de hidrogênio estabilizado (STHP), que se decompõe em oxigênio e água, não deixando nenhum resíduo químico. O truque, disse Ben Yehuda, foi acertar os outros 0,6% da formulação – e para isso ele e os pesquisadores da Technion e da Universidade Hebraica levaram 15 anos.

Ao aumentar o prazo de validade dos produtos agrícolas, frutas e legumes podem ser transportados de maneira mais ecológica – em trens, por exemplo, em vez de caminhões que contribuem para os congestionamentos e aumentam a poluição do ar. Visto que há menos perda, os agricultores podem cultivar menos, evitando o plantio excessivo e especialmente reduzindo o uso de fertilizantes (outro grande problema de poluição) e usar menos água de irrigação, disse Ben-Yehuda.

A empresa planeja desenvolver o método para mais produtos agrícolas, incluindo aspargos, cogumelos e pimentas, e está desenvolvendo formulações para carnes, aves e peixes. “Com nossos produtos, acreditamos que haverá o suficiente para reduzir efetivamente a fome no mundo.”

A Agritech 2014, Feira & Conferência Internacional de Agricultura, que acontecerá em Israel em 28-30 de abril de 2015 sera uma excelente oportunidade para ver de perto estas e outras inovações. Veja o catálogo no link: Catálogo – Agritech 2015.

A Missão Econômica de Israel no Brasil está organizando a ida de uma delegação brasileira para a Agritech 2015.

Para mais informações:

Tamires Poleti

T: +55 21 3259-9148

[email protected]

Ana Claudia Felisardo

T: +55 11 3095-3111

[email protected]

Fonte: Times of Israel

Share on LinkedInShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+