Como a tecnologia Israelense está combatendo o desperdício global de alimentos

Estima-se que um terço de todos os alimentos produzidos globalmente seja desperdiçado. Cortar apenas 1,3 bilhão de toneladas de desperdício anual de comida pela metade seria suficiente para alimentar um bilhão de pessoas. Consequentemente, a redução do desperdício de alimentos é um dos principais focos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas – e a tecnologia israelense está ajudando o planeta a fazer grandes progressos para atingir esse objetivo crítico.

Reconhecida como uma potência da AgTech e uma inovadora líder em tecnologia de alimentos, Israel está alavancando seu know-how nesses domínios para criar soluções para o combate ao desperdício de alimentos – desde revestimentos inteligentes que mantêm os alimentos frescos por mais tempo até tecnologias exclusivas projetadas para enfrentar desafios de distribuição de última milha.

Aqui estão quatro empresas e organizações israelenses que trabalham para oferecer um futuro mais sustentável e menos dispendioso para o suprimento global de alimentos.

• Uma joia das organizações sociais israelenses, o Leket Israel – o Banco Nacional de Alimentos – coleta o excedente de alimentos de fazendas e restaurantes, distribuindo os alimentos para organizações sem fins lucrativos em todo o país para alimentar cerca de 175.000 israelenses necessitados semanalmente. Em parceria com a Good Energy Initiative, Leket também garante que os alimentos, que não são mais adequados para o consumo humano, não sejam desperdiçados, reciclando alimentos perdidos e fornecendo-os aos agricultores para alimentar seus animais.

• A Amaizz ajuda os clientes a reduzir a perda de alimentos em até 50% com soluções de secagem, refrigeração e armazenamento que evitam que os alimentos se estraguem e se degradem. Os produtos da empresa têm como alvo clientes, incluindo pequenos e médios agricultores, agricultores comerciais, fábricas e centros de logística. Em março, a Autoridade de Inovação de Israel concedeu à empresa uma concessão de impacto como parte de seu programa Grand Challenges Israel, destinado a empresas que enfrentam desafios humanitários e de saúde pública.

• Fundada em 2018 e já atraindo atenção mundial, a Sufresca desenvolve revestimentos comestíveis projetados para prolongar a vida útil de frutas e legumes. Cada revestimento é adaptado para a fruta ou vegetal específico. Tomates, alho, pimenta e romã arils são os primeiros focos da empresa, e a Sufresca também está de olho em futuros produtos para pepinos, aspargos, melões, bananas e melancias.

• A Genie está ajudando a enfrentar estes desafios  com fornos inteligentes que podem aquecer, resfriar e cozinhar vagens pré-preparadas. A empresa tem como objetivo reduzir o desperdício, garantindo que a comida seja preparada em doses precisas e com uma porção única, e que suas refeições não contenham conservantes artificiais, produtos químicos e outros aditivos.

Com o aumento da população mundial para 9,8 bilhões até 2050, o mundo terá cerca de dois bilhões de bocas extras para alimentar nos próximos 30 anos. Reduzir o desperdício de alimentos será essencial para atender às necessidades de uma população crescente de maneira inteligente e sustentável. Os ecossistemas foodtech e AgTech da Start-Up Nation estão enfrentando o desafio.

Para saber mais informações sobre foodtech e Agtech de Israel, entre em contato conosco através dos e-mails e telefones abaixo:

[email protected] | (21) 3514-6895 / [email protected] | (11) 3032-3511